O Raciocínio, o Rio e a Repreensão da Nossa Fé, Salmo 46

Leitura: Sl 46:1-3 

Introdução 

O obra de Deus nunca será cancelada pelos inimigos de Cristo. De uma forma ou outra, o evangelho vai continuar a se espalhar nesse mundo. Deus será exaltado. O povo de Deus será justificado. Servimos a Deus com isso no coração. Dizemos isso ainda que haja muito que venha contra nós e contra a obra. Cremos nisso, porque sabemos que Deus está conosco. 

Certos teólogos acreditam que o rei Ezequias escreveu Salmo 46 após Deus matar milhares de soldados assírios fora da cidade de Jerusalém nos dias de Senaqueribe. Isso faz muito sentido. Esse salmo é o louvor de alguém que tinha visto a mão poderosa de Deus salvar a cidade de Jerusalém de um inimigo.

O Raciocínio da Nossa Fé (Sl 46:1-3) 

  • A Verdade Reconhecida (v.1)
    • Verdade #01: “Deus é…nosso”
      • Deus é pessoal. 
    • Verdade #02: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza”
      • Deus é protetor. 
    • Verdade #03: “Deus é o nosso…socorro bem presente na angústia” 
      • Deus é presente. 
    • Em outras palavras, Deus é um Protetor pessoal e presente. 
  • A Verdade Colocada em Prática (vv.2, 3)
    • “Não Temeremos” (v.2a) 
    • “Ainda que…” os maiores desastres aconteçam no mundo (vv.2b, 3) 

O Rio da Nossa Fé (Sl 46:4-7) 

  • Versículo 04
    • É um rio invisível.
      • Não tem fonte no mundo. 
      • Não pode ser bloqueado pelo inimigo. 
    • É um rio de alegria.  
    • É o rio dos que têm fé
  • Versículo 05
    • É Deus (reconhecido e crido). 
  • Versículo 06
    • É um rio que frustra os nossos inimigos. 
  • Versículo 07
    • Novamente, é Deus (reconhecido e crido). 

A Repreensão da Nossa Fé (Sl 46:8-11) 

  • O Convite da Repreensão (v.8)
    • Os Exemplos do Salmista (v.9) 
  • O Mandamento da Repreensão (v.10)
    • É consolação em forma de mandamento, porque ansiedade é rebeldia contra fé em Deus. 
  • A Conclusão da Repreensão (v.11) 

Romanos: O Livro de Livros Sobre a Salvação

Um bom entendimento da salvação é possível só por meio do livro de Romanos. É o único livro inspirado por Deus que explica detalhadamente o evangelho de Jesus Cristo. O Pr John começou recentemente uma série de mensagens desse livro. Deus permitindo, todas as pregações estarão disponíveis no YouTube. Caso você queiro estudar uma passagem específica ou acompanhar todas as mensagens, eis a lista de reprodução:

As Ambições do Mundo, Filipenses 3

O mundo, sem o conhecimento de Deus, tem suas ambições. Está com a vontade de alcançar alvos terrestres e louva sucesso mundano. Essas ambições existem porque o mundo anda sem o conhecimento de Deus, porque se conhecesse a Deus, teria como distinguir que tais ambições não têm valor nenhum comparado com o do conhecimento de Deus.

Cada geração e cada cultura tem as suas ambições—os sucessos mais louvados pelo mundo.

• Ser o atleta que ganha o maior campeonato.

• Ser o empresário que fica muito rico.

• Ser o modelo cuja foto está na capa das revistas.

• Ser o cientista que descobre o que nenhum outro descobriu.

• Ser o líder religioso mais influente no mundo.

• Ser o estudioso mais respeitado e buscado.

• Ser o músico que lota estádios.

• Ser o político adorado pelo povo.

No caso, na época do apóstolo Paulo, entre os judeus, a grande ambição era ser o maior dos fariseus. O foco era fazer o máximo para ser conhecido como o fariseu mais religioso, mais conhecido, mais reto, mais justo e mais ligado com todas as coisas do judaísmo. O apóstolo Paulo, antes de conhecer Jesus, quando ele era conhecido como Saulo, ele era o Dwayne Johnson ou o Cristiano Ronaldo do judaísmo na época. Ele era o cara. Paulo surgiu em frente dos outros. Não havia comparação. Ele era o astro dos astros.

Paulo conseguiu tudo isso sem conhecer a Cristo. Em outras palavras, o que ele conseguiu ocupava a mente e a vida dele de tal forma que ele não se importava com o verdadeiro conhecimento de Deus. E, através de várias circunstâncias, Paulo percebeu que ele tinha grande sucesso, mas na coisa errada.